Português Español

Fraude em cartões de gratuidade em ônibus leva a bloqueios em MT

Ocorrências foram identificadas pelo equipamento de biometria facial instalado nos veículos


Image title

A MTU - Associação Matogrossense dos Transportadores Urbanos tem intensificado auditoria nos cartões dos beneficiários da gratuidade (Idosos e Portadores de Necessidades Especiais) e meia-tarifa (Estudantes) na cidade Várzea Grande.  Conforme análise, através do sistema de biometria facial, a maioria dos cartões com uso irregular, cerca de 660 ou (79%) do total, pertence a estudantes. Outros 125 estão em nome de idosos (15%) e 52 cartões são de Portadores de Necessidades Especiais (6%). 


O número foi contabilizado até 30 de junho e o bloqueio dos cartões utilizado por terceiros iniciou no dia 4 de maio deste ano, data em que Prefeitura Municipal autorizou a empresa União Transporte a adotar procedimentos para combater as fraudes. Dos 837 cartões bloqueados por uso irregular, apenas 25% procuraram a sede central da MTU para regularização.


Conforme determinação da Secretaria de Serviços Urbanos e Mobilidade urbana de Várzea Grande, se houver confirmação da irregularidade, o cartão do usuário será bloqueado e o beneficiário deverá procurar a sede da MTU para desbloquear o seu cartão e assinar um Termo de Advertência e uma Declaração de Recebimento e de Responsabilidade de Utilização do Cartão Transporte (gratuidade). 


No documento o beneficiário fica ciente que a utilização do cartão gratuidade por terceiro, poderá caracterizar crime de estelionato, falsidade ideológica e apropriação indébita, entre outros crimes, e que pode ter o benefício cancelado.  No caso de reincidência, o usuário terá o benefício suspenso por um ano e será cobrada uma taxa vigente para emissão da segunda via do cartão.


As fraudes só foram possíveis de serem identificadas através do equipamento de biometria facial instaladas em ônibus de Cuiabá e Várzea Grande.  Mas como ocorre a identificação por biometria de reconhecimento facial dos usuários? É comparada a foto do cadastro do usuário beneficiado com a gratuidade com a imagem do portador do cartão.


Em caso de discordância entre imagem do cadastro e o portador do cartão, o técnico da auditoria faz uma análise criteriosa da fotografia, e ao perceber que não se trata da mesma pessoa, é feita a classificação da fraude e o bloqueio do cartão do sistema de Bilhetagem eletrônica.


Fonte: Portal Mato Grosso Notícias


___________________________________________________________________________

Dúvidas ou sugestões?

Image title



O cliente pode consultar no site do consórcio os horários pelo link: www.consorciofenix.com.br/horarios. Se desejado, entre em contato conosco pelo sac@consórciofenix.com.br. Você pode também abrir um chamado de dúvida pela página www.consorciofenix.com.br/contato ou mesmo nos ligar pelo (48) 3025-6868 em horário comercial. Escolha o canal que melhor lhe convém, aguardamos seu contato!